21 Mar 2020 | 00:00HRS

A FACESP pede mobilização imediata do governo para preservar empregos.


 

A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (FACESP) enviou na quinta-feira (19) oficio chamando a atenção das autoridades governamentais para a implementação de medidas que impeçam o desemprego, em virtude da crise provocada pelo novo coronavírus (Covid-19). O documento foi dirigido ao secretário de Estado Henrique Meirelles.


Dentre as providências solicitadas dois pontos são essenciais para impedir um desemprego em massa, uma vez que as empresas vão parar de faturar e podem não ter condições de manter seus trabalhadores: 
 

  • Postergação do pagamento do ICMS;
  • Prorrogação do vencimento do IPTU e ISS.


A Facesp e suas mais de 420 (quatrocentas e vinte) associações filiadas, dentre elas, a ACIA - Associação Comercial e Industrial de Atibaia, aguardam ainda outras medidas do governo federal, como redução dos encargos e financiamento da folha, para que empregos sejam preservados, pois são a base da economia do país.

Leia na integra o ofício encaminhado.

Voltar